A Bienal dos jovens

20768662714_5881ca5694_k
O norte-americano Josh Malerman fala sobre seu livro, “Caixa de pássaros”

Passei 11 dias na Bienal Internacional do Livro do Rio, mediando debates no Cubovoxes, espaço cuja programação, criada pelo historiador João Alegria, era voltada para jovens. Foram 25 debates falando um pouco de tudo, redução da maioridade penal, o empoderamento da mulher negra por meio do cabelo, mídias digitais… e literatura, muita literatura, de crónicas a fantasia. Me surpreendi ao ver os criadores do Jovem Nerd, um blog que virou uma grande empresa, sendo recebidos como popstars, por uma plateia que chegou sete horas antes para pegar as senhas, sendo que cem pessoas conseguiram entrar no cubo e cerca de 300 tiveram que se contentar a vê-los e ouvi-los do lado de fora. E as meninas que falam sobre sexualidade (e poesia) sem pudor, em uma era que teima em carregar uma onda de conservadorismo? Uma menina de 15 anos com dois livros publicados e mais de dez prontos, à espera de publicação. Uma professora que começou a escrever ao perceber os desejos literários dos próprios alunos. Um youtuber gay que comanda seu público como numa sessão de terapia. Além do Cubovoxes, a Bienal recebeu autores mega-sellers, como Anna Todd, Sophie Kinsella e Thalita Rebouças, no espaço Conexão Jovem.

Fila para pegar autógrafo de Kéfera Buchmann
Fila para pegar autógrafo de Kéfera Buchmann

Autógrafos que reuniam multidões de fãs ganharam espaços específicos – o mais concorrido foi da youtuber Kéfera Buchmann. Uma pesquisa feita pelo próprio evento constatou que os jovens foram 56% dos 676 mil visitantes deste ano, contra 51% da edição anterior. Era possível vê-los de listas nas mãos, em busca dos títulos de seus ídolos que ainda faltavam em suas coleções. E os editores não viram a crise no Riocentro: 3,7 milhões de livros foram vendidos, um número 8% maior do que em 2013. Foram movimentados, ao todo, R$ 87 milhões, um crescimento de 18%. A próxima edição carioca já tem data: de 31 de agosto e 10 de setembro de 2017. No ano que vem, é a vez do evento paulista, de 26 de agosto a 4 de setembro.

Jeosanny Kim, Ana Paula Lisboa e Joana Ribeiro: sexualidade sem pudor
Jeosanny Kim, Ana Paula Lisboa e Joana Ribeiro: sexualidade sem pudor

Fotos: Bienal do Livro

Anúncios

Um comentário sobre “A Bienal dos jovens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s