Anunciados os livros do ano do Jabuti

jabuti
Os premiados Marcelo Godoy e Maria Valéria Rezende. Foto: Divulgação

O romance Quarenta dias (Objetiva), de Maria Valéria Rezende, foi escolhido o Livro do Ano na categoria ficção do Jabuti 2015, o mais tradicional prêmio literário brasileiro, em sua 57a. edição. A casa da vovó: uma biografia do DOI-Codi (1969-1991), o centro de sequestro, tortura e morte da ditadura militar (Alameda), do jornalista Marcelo Godoy, foi eleito o Livro do Ano de não ficção. Os prêmios foram anunciados (e entregues) na noite de ontem, no auditório do Ibirapuera, em São Paulo. Maria Valéria, freira que começou a escrever aos 60 anos, viveu nas ruas para contar a história de Alice, que troca João Pessoa por Porto Alegre a pedido da filha e se vê perdida na nova cidade. Já o livro de Godoy mostra como operava o temido centro de repressão durante a ditadura militar. Os livros foram escolhidos entre os primeiros colocados de 27 categorias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s