Os livros da vida de Míriam Leitão

Editora Intr’nseca - livro Miriam Leit‹o

Conhecida como comentarista de economia, Míriam Leitão está cada vez mais à vontade como escritora – e sendo recompensada por isso. “Sobre os meus livros e minha carreira de escritora, gostaria de dizer que tudo tem me feito muito feliz. Ganhei um Jabuti de Livro do Ano com o Saga brasileira. Fiquei entre os dez do Jabuti na categoria Infantis com A perigosa vida dos passarinhos pequenos. Fiquei entre os sete finalistas do prêmio São Paulo na categoria autor estreante com mais de 40 anos, com o meu romance Tempos extremos. E esta semana soube que o meu último infantil, Flávia e o bolo de chocolate, foi para a seleção dos melhores livros em versão online de 2015 feito pela Apple. Estar na seleção Melhor de 2015 é maravilhoso para um livro, cuja primeira edição esgotou em menos de dois meses. O História do futuro ficou vários meses na lista dos mais vendidos. Vim para o mundo dos livros, como escritora, pela necessidade imperiosa da paixão. Hoje me sinto recompensada e feliz.” Aqui, ela fala sobre os livros que marcaram sua vida.

SM – Qual o primeiro livro do qual você tem lembrança?

ML – Não lembro exatamente do primeiro livro, mas lembro da sensação de vencer palavra por palavra. Me lembro desse dia como se fosse ontem. Foi maravilhoso. Na casa dos meus pais havia muitos livros. Havia uma estante só de livros infantis que ficava ao lado do quarto em que eu dormia. Era só ir lá, escolher um e voltar para a cama. Maravilha. Quando fiz oito anos ganhei o livro As aventuras do Barão de Munchausen (de Rudolf Erich Raspe). Me apaixonei pelo barão louco que saía do pântano se puxando pelos cabelos entre outras maluquices. Li e reli. Recentemente me espantei ao reler o livro porque ele é muito sofisticado e longo para alguém com oito anos. Li todo o Monteiro Lobato que encontrei. Li os infantis clássicos. Ainda me lembro de livros que não sei o nome, como o de um menino que foi morar com o tio cientista. De noite ele entrava no laboratórios e os bichos empalhados ganhavam vida e ele saía com eles para aventuras na floresta. Adoraria recuperar este.

SM – Que livro mais marcou a sua vida?

ML – O livro de não ficção que mais me marcou foi O segundo sexo, de Simone de Beauvoir. Foi uma epifania. Li aos 16 anos. Entendi então que iria construir minha vida e minha carreira em um mundo moldado para a vitória dos homens. Vi que era muito mais forte e profunda a ideia de que a mulher é o segundo, é o outro, é menos. Me fortaleceu para lutas que ainda luto. Essa visão feminista se consolidou ao ler Orlando, de Virginia Woolf, que trata dessa diferença na ficção. Na ficção nada foi mais forte do que o prazer estético que me dominou ao ler Grande sertão: veredas. Li aos 17. Desde então é um livro que sempre esteve e estará comigo. Mas a minha geração foi a mais marcada pela leitura de Gabriel García Márquez, por isso não quero deixar o Gabo de fora dessa listinha de favoritos e marcantes. Li Cem anos de solidão na mesma época de Grande sertão e também senti um enorme deslumbramento. Lembro que quando fechei o livro fui para a escola, estava no terceiro ano do Colegial. O professor tentava explicar algo, mas eu olhava para ele indiferente: estava ainda em Macondo.

SM – O que você está lendo agora?

ML – Estou lendo o Tempo de espalhar pedras, de Estevão Azevedo, que ganhou o prêmio São Paulo de Literatura. Ele tem forte influência de Guimarães Rosa. A história se passa num garimpo do sertão. Dos que li que concorriam ao prêmio confesso que o favorito é o A primeira história do mundo, de Alberto Mussa, que conta um crime que aconteceu no Rio no século XVI. Não sei como ele consegue, mas Mussa de forma genial remonta o cenário de um Brasil bem inicial. E a gente se reconhece nele. Recomendo fortemente. Minha pilha está alta porque este ano lancei dois livros e isso me tomou bastante tempo, principalmente o História do futuro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s