Os livros da vida de Chris Melo

foto chris menorAutora de quatro romances e um livro de crônicas, Chris Melo está relançando pela Rocco Sob a luz dos seus olhos, que marca a estreia da nova coleção ❤ Curti, do selo Fábrica 231. O livro, que narra o reencontro de Elisa e Paul, que viveram um romance na Inglaterra, anos depois no Brasil, tinha sido publicado sob o pseudônimo de Christine M. e arrebatado uma legião de fãs. Além de escritora, Chris é formada em Letras com habilitação em Língua Portuguesa e Língua Inglesa, tem especialização em Língua Portuguesa e em Literatura Medieval, é autora de artigos sobre a obra infantil de Clarice Lispector  e dá suporte à coordenação pedagógica de escolas do município de São Paulo.

SM – Qual o primeiro livro do qual você tem lembrança?

CM – Marcelo, marmelo, martelo, de Ruth Rocha. Esse livro ficava na casa da minha avó materna e pertencia ao meu tio mais novo, cujo nome aparece no título. Eu o lia repetidamente e lembro perfeitamente da minha cabecinha infantil concordando com o fato de que as coisas e os nomes nem sempre combinam. Honestamente, ainda caço palavras que se aproximam com mais vigor ao sentido. De repente foi ali que nasceu essa busca que se repete incansavelmente a cada vez que me sento para escrever.

SM – Que livro mais marcou a sua vida?

CM – A hora da estrela, primeiro romance que li de Clarice Lispector. Foi como levar um soco no estômago e ficar zonza por horas. Ver a construção da Macabéa, usufruir da forma como ela era pensada pelo narrador e em apenas uma frase passava a existir, me instigava de uma forma quase nervosa. Recordo claramente de como me sentia confusa lendo aquela trama e a maneira como tudo se encaixou perfeitamente ao ler o fim. Esse livro, de alguma maneira, ficou em mim e é por isso que, entre outras coisas, nunca me esqueço de que “por enquanto é tempo de morangos”.

SM – O que você está lendo agora?

CM – Anna e o homem das andorinhas, de Gravriel Savit. Trata-se da história de uma garotinha de sete anos que vive na Polônia durante o período da Segunda Guerra Mundial. Seu pai, professor universitário, certo dia, é convocado para uma reunião de trabalho e desaparece. Anna, que tinha apenas o pai, fica perdida sem ter como voltar para casa. Em meio à desolação, acaba encontrando segurança em um homem estranho que fala com os passarinhos. Escolhi essa leitura porque tenho verdadeiro fascínio pela ficção inserida em fatos reais, sobretudo em cenários de guerra. Além disso, a perspectiva infantil dentro de uma situação extrema costuma ser grandemente valiosa, trazendo profundas reflexões. Ainda não concluí a leitura, mas, até o momento, estou apreciando o livro do meu companheiro de selo no Fábrica 231, da Rocco.

Anúncios

Um comentário sobre “Os livros da vida de Chris Melo

  1. Priscila disse:

    Eu simplesmente amo ler Chris M., tenho todos os livros dela, e quantos ela lançar serão os que terei! Um viva a essa escritora nacional maravilhosa! Que venham muitos outros romances para curtirmos! Beijoooooo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s