Cantinho da leitura

unnamedConsiderada uma das melhores jovens autoras de literatura em língua espanhola pela revista Granta, elogiada pelo escritor peruano Mario Vargas Llosa, a argentina Samanta Schweblin tem seu romance de estreia, Distância de resgate (Record), que no ano passado venceu o Prêmio Tigre Juan, publicado no Brasil. O livro fala sobre a complicada relação entre mães e filhos, com um toque de literatura fantástica, tendo como pano de fundo a contaminação por pesticidas em uma pequena cidade rural de uma forma perturbadora, que leva a várias interpretações. A narrativa é uma conversa estranha e tensa entre dois narradores, Amanda, mãe de Nina, e David, filho de Carla. A expressão do título é explicada logo no começo por Amanda: “é como chamo a distância variável que me separa de minha filha, e passo a metade do dia fazendo esse cálculo, embora sempre arrisque mais do que deveria.” Nascida em Buenos Aires em 1978, Samanta Schweblin é autora ainda de dois volumes de contos, Pássaros na boca, que saiu por aqui em 2012 pela Benvirá, e El núcleo del disturbio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s