Para escrever e estudar

Capa Redação Excelente - Para ENEM e Vestibulares - Versão AmpliadaÉ tempo de jogos olímpicos mas também de vestibular, e para os 9,2 milhões de inscritos no Enem, a grande preocupação é com a redação. Em 2015, para se ter ideia, apenas 104 tiraram nota mil. Para ajudar os alunos no momento de escrever o texto, a doutora em Educação pela PUC-Rio Andrea Ramal lança a edição ampliada e totalmente atualizada do livro Redação Excelente – Para Enem e Vestibulares (GEN | Grupo Editorial Nacional). O livro traz a análise dos temas e de exemplos de redações bem e mal sucedidas até a última edição do exame no ano passado. Outra novidade em relação a edição anterior é o acesso as videoaulas por meio da tecnologia QRCode. Quando quiser e de onde estiver, os alunos podem assistir às orientações da educadora Andrea Ramal sobre como fazer uma redação excelente, realizar exercícios, contar com dicas sobre gramática essencial além de aprender com exemplos comentados de redação. Confira algumas dicas da autora:

  • Leia bastante: Artigos de opinião de jornais e sites de notícias são ótimas referências para o estudo. Os artigos de opinião são textos dissertativo-argumentativos, exatamente o estilo que você terá que usar na prova do Enem e da maioria dos vestibulares. Quanto mais você ler, mais vai ampliar seus conhecimentos e, além disso, fixar a estrutura correta de um texto.
  • Treine: Faça redações de vestibulares de anos anteriores. Ao escrever, é muito importante ler o enunciado com atenção. Nesse ponto, os textos de apoio, que aparecem na proposta de redação, podem ajudar bastante: num tema muito amplo, eles dão o caminho que você deve seguir. Lembre-se que a falta de foco no tema proposto é um dos problemas mais comuns e que mais tiram pontos nas provas.
  • Faça simulações: Escolha temas polêmicos e escreva sobre eles. No dia da prova você terá uma hora para fazer o texto. Comece, portanto, com um rascunho, descanse e depois releia fazendo as alterações finais. A ideia do descanso é permitir um certo distanciamento do momento em que escreveu o texto, proporcionado uma leitura crítica e mais apurada.
  • Seja preciso nas palavras: Para isso, durante os estudos, tenha sempre em mãos um dicionário. Se tiver dúvida na regência ou concordância verbal e nominal, consulte a gramática. E na hora da prova, caso tenha dúvidas, troque a expressão por outra, sobre a qual você tenha certeza. As chances de errar diminuem consideravelmente.
  • Evite pleonasmos: A repetição que acontece quando não se domina a linguagem é malvista. Por exemplo: subir para cima, protagonista principal, ver com seus próprios olhos, surpresa inesperada entre outros termos. Também não faça generalizações de ideias como “A economia sempre cresce quando…” ou “Esta é a melhor solução”… Em vez dessas frases, é mais adequado dizer: “A economia costuma crescer quando…” ou “Esta pode ser uma das soluções mais indicadas”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s