Três perguntas para Renata Frade

DSC_0195A escritora e jornalista Renata Frade é a organizadora de O livro delas – Nove romances (Fábrica231/Rocco), antologia que reúne nove talentos da literatura para jovens adultos: Bianca Carvalho, Carolina Estrella, Chris Melo, Fernanda Belém, Fernanda França, Graciela Mayrink, Leila Rego, Lu Piras e Tammy Luciano. O livro compõe o primeiro projeto multiplataforma de literatura nacional para jovens no país, LitGirlsBr, criado pela Punch!, da qual Renata é sócia. Aqui ela fala sobre os dois projetos.

SM – O livro reúne contos, mas o subtítulo demonstra mais o que ele é, quase uma reunião de novelas, já que as histórias são bem longas. Como foi fazer esta seleção?

RF – Quando tive a ideia de criar este livro, achei que o formato conto poderia contemplar a variedade de gêneros e personalidades literárias de cada uma das nove autoras. O objetivo é apresentar ao leitor que desconhece esta literatura nacional, ou que já é fã há bastante tempo, o melhor do estilo de cada uma, desde a temática escolhida até ponto de vista da narração, cenário, tom dramático ou cômico, por exemplo. Os contos são mais extensos para permitir que elas pudessem explorar ao máximo as nuances e possibilidades das tramas eleitas; realmente a maioria se assemelha a novelas. Dei liberdade a cada autora de escolha do tema, apenas tivemos que definir um tamanho-padrão, porque acredito que o livro seja um importante cartão de visita do melhor da literatura de entretenimento (que cada vez descubro o quanto tem crescido em relevância em minhas leituras) que é publicada no país e é um dos nichos mais consumidos no mercado editorial brasileiro. Foi minha primeira experiência como organizadora, não como autora, e sou muito grata à Bia Carvalho, Carolina Estrella, Chris Melo, Fernanda Belém, Fernanda França, Graciela Mayrink, Leila Rego, Lu Piras e Tammy Luciano pela confiança em produzirem estes contos e, juntas, dividirmos este processo de criação, compartilhamento de ideias para que chegasse a este resultado tão bonito. Elas fazem parte, assim como o livro, do projeto LitGirlsBr. Acho importante ressaltar a edição da Rocco, o zelo para que o livro tenha ficado tão bom e bonito como projeto editorial, e a maneira competente como está chegando às mãos dos leitores.  O público deste livro é bem vasto, do adolescente até leitores apaixonados por histórias bem contadas, mesmo na Terceira Idade. Uma boa história é o que todo mundo busca em um livro. 

SM – O que é o projeto LItGirlsBr, do qual as autoras fazem parte?

RF – O livro delas não foi uma iniciativa isolada, ele representa uma das diversas plataformas que compõem e ainda serão lançadas de LitGirlsBr, primeiro projeto multiplataforma de literatura nacional para jovens no Brasil. Foi criado por Bruno Valente, meu sócio, e por mim em nossa empresa, Punch!. Desde a concepção do projeto, no fim de 2014, e seu lançamento e desenvolvimento em 2015, havíamos previsto a produção de conteúdos editoriais em uma lógica transmidiática. LitGirlsBr teve como base o tripé entretenimento – cultura – educação. Visa proporcionar que mais e mais leitores conheçam livros de autoras e autores nacionais. Selecionamos apenas escritoras porque, após anos de pesquisa em campo em eventos presenciais e online, cruzamento de dados de cobertura em rede, entendemos que se trata de um movimento de empoderamento feminino pelas autoras nacionais em prol da formação de leitores e fortalecimento de presença no mercado editorial, sem dever em nada a best-sellers internacionais. Trata-se de um movimento cultural que não tem a atenção dos grandes formadores de opinião, suplantados pelas coberturas de blogueiros, vlogueiros, que se fazem presentes e queremos que estejam conosco no projeto cada vez mais. Trata-se de um fenômeno de formação de leitura, por isto o viés educacional, pois o projeto e o livro são um farol para professores, diretores, bibliotecários e pesquisadores de escolas, universidades, bibliotecas. Por esta razão, o ebook de O livro delas tem um conteúdo exclusivo e inédito para atender este público, produzido pelas jornalistas e blogueiras Frini Georgakopoulos e Melissa Marques, além da doutora em Educação pela USP e professora adjunta da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) Gabriela Rodella. Em breve lançaremos o aplicativo do projeto, outros eventos de lançamento estão previstos em breve de O livro delas, e surpresas que não podemos anunciar. Todas as etapas estão sendo atualizadas nas mídias sociais do projeto (Facebook, Twitter e Instagram). Temos mais de cem horas de gravação com 13 autoras nacionais, que representam bem o impacto desta literatura na cadeia de emissão e recepção do livro. Além das nove autoras do livro, outras de grande talento, livreiro, blogueiros, jornalistas como você, leitores e a grande agente literária Luciana Villas-Boas foram entrevistadas para uma websérie do projeto, que está sendo gradualmente atualizada, cujo conteúdo se tornará um documentário.

SM – Como será o superlançamento do livro na Bienal de São Paulo?

RF – O lançamento oficial do livro, promovido pela editora Rocco, na Bienal do Livro São Paulo, será realizado no dia 28 de agosto, das 10h às 12h, na Área de Autógrafos Sérgio Machado. Teremos oito autoras presentes na sessão de autógrafos; infelizmente Lu Piras não poderá participar. Será uma grande emoção ver um sonho se concretizando nas mãos dos leitores, em auditório lotado. As senhas se esgotaram rapidamente, e será uma oportunidade rara de contar com tantos talentos literários reunidos em um só evento.

Anúncios

Um comentário sobre “Três perguntas para Renata Frade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s