Três perguntas para Rafaela Soares

rafaela-soares-autora-e-aluna-de-medicinaAos 19 anos, a catarinense de Joinville Rafaela Soares estreou na literatura com Sob a roseira (Young Editorial), romance que escreveu no celular, enquanto se preparava para o vestibular. Cursando o primeiro ano da Faculdade de Medicina de Petrópolis, na serra fluminense, finaliza o segundo livro, e já pensa na continuação de Sob a roseira, ambientado na Espanha, com duas irmãs que entram para o tráfico de drogas para poder bancar o tratamento da mãe, que tem Alzheimer.

SM – Como consegue escrever um livro e estudar ao mesmo tempo?

RS – Basicamente organizando o tempo de acordo com as minhas prioridades diárias. Nas semanas em que tenho mais provas ou trabalhos na faculdade eu não escrevo, mas assim que minha agenda fica mais livre eu retorno à escrita. Além disso, antes de começar a escrever cada livro, eu faço um pequeno roteiro do que irá acontecer em cada capítulo. Isso me ajuda a não perder a ideia e a ter um direcionamento quando vou escrever.

SM – O primeiro livro é narrado por uma irmã, o segundo será pela outra. A história é a mesma, com outra perspectiva?

RS – Não, as histórias serão diferentes. No primeiro a narradora é principalmente a Maria, já no segundo será a Ana. Mas ela continuará a história, só que com o olhar dela. Assim que as pessoas acabarem de ler Sob a roseira, ficará evidente o porquê de ser a Ana a narradora do segundo livro. Os dois fazem parte de uma série, chamada As Irmãs. Pretendo começar a escrevê-lo assim que acabar de revisar meu atual livro. E já estou com algumas ideias para outras histórias que pretendo escrever nos próximos anos.

SM – Então o romance que você vai lançar no ano que vem não tem nada a ver com o primeiro livro?

RS – Não, nada a ver com o primeiro livro que escrevi. O livro que escrevi esse ano é um romance romântico e envolve política, aborto e homossexualidade. Como cenário, diferente da história anterior que se passava na Espanha, essa história acontece nos Estados Unidos. Nesse não tem o mesmo grau de suspense como Sob a roseira e a personagem principal também não age de forma tão impulsiva.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s