Cantinho da leitura

captura-de-tela-2017-01-31-as-10-29-32A Companhia das Letras acaba de lançar pela primeira vez no Brasil Queer, escrito em 1952 por William S. Burroughs, que só foi publicado 30 anos depois por causa da temática homossexual explícita. O livro tem como protagonista William Lee, alter ego do escritor, o mesmo de suas obras mais famosas: Junky, com a qual estreou na literatura, e Almoço nu, que fecha a trilogia sobre drogas e sexo, ambas relançadas recentemente pela editora. Desta vez, Lee está na Cidade do México, durante uma crise de abstinência, que ele tenta superar com álcool e com uma paixão obsessiva por Eugene Allerton. Os dois partem para a América Latina em busca da ayahuasca, a nova droga da época. Nascido em 1914 em uma família tradicional e morto em 1997, Burroughs foi um dos grandes nomes da geração beat, ao lado de Jack Kerouac e Allen Ginsberg. Ele começou a escrever depois de matar acidentalmente a mulher com uma arma durante uma brincadeira. A publicação conta com a introdução do autor à primeira edição do livro, de 1985. A tradução é de Christian Schwartz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s