Bienal do Livro Rio também tem novidades

sobe-pepetelaO angolano Pepetela vem lançar novo romance na 18ª Bienal Internacional do Livro Rio. Se o passado não tivesse asas (LeYa) narra a vida nas ruas de Luanda durante a guerra civil. Vencedor do Prêmio Camões em 1997, ele tem vários títulos publicados no Brasil, como Mayombe, que retrata os pensamentos de um grupo de guerrilheiros; Yaka, em que ele segue a vida de uma família colonial na cidade de Benguela ao longo de um século; e A geração da utopia, que mostra a desilusão existente em Angola depois da independência. Outros sete nomes estrangeiros já estão confirmados para a Bienal: a britânica Paula Hawkins, que vendeu mais de 20 milhões de exemplares de A garota do trem”, sendo 250 mil no Brasil; Karin Slaughter, autora de Cega, trhiller publicado em mais de 30 idiomas; Abbi Glines, conhecida pela série Rosemary Beach; Gayle Forman, que ocupou o primeiro lugar na lista do New York Times com Se eu ficar; Carl Hart, primeiro negro a ser professor titular de neurociência da Universidade Columbia, autor de Um preço muito alto; o filósofo italiano Nuccio Ordine, um dos maiores especialistas em Giordano Bruno do mundo; e o vencedor do Pulitzer Charles Duhigg. A Bienal do Livro Rio será de 31 de agosto a 10 de setembro, no Riocentro, zona oeste da cidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s