Tradução de Ana C. para conto de Katherine Mansfield inspira espetáculo

Êxtase Anotado (1)O espetáculo-instalação Êxtase anotado, de Cristina Flores e Letícia Monte, apresenta na Sala Multiuso do Sesc Copacabana (Rua Domingos Ferreira, 160) uma nova percepção sobre a tradução-tese de Ana Cristina Cesar para o conto “Bliss”, de Katherine Mansfield. A montagem é formada por duas instalações penetráveis sobrepostas: a primeira é sonora e imersiva, enquanto a segunda é espacial. A sonora faz uso de uma tecnologia de cinema, fazendo com que a narração de Alamo Facó, Branca Messina, Drica Moraes, Ismar Tirelli Neto, Lola Sanchez, Mateus Solano e das duas autoras se movimente tridimensionalmente; e a espacial é constituída por uma grande mesa plantada – um jardim de plantas-coração, um ‘viveiro-célula’ inspirado no conceito de Cells da artista Louise Bourgeois e na experiência dos penetráveis de Helio Oiticica – em que o público se senta ao redor. “Bliss”, publicado em 1918, fala sobre as mulheres e seus sentimentos diante da norma e da opressão. Em 1981, a poeta Ana Cristina Cesar traduziu o conto como trabalho final de mestrado na Universidade de Essex, na Inglaterra. O espetáculo tem orientação de pesquisa de Heloisa Buarque de Hollanda e direção de movimento Ana Vitoria. As apresentações podem ser conferidas às sextas e sábados, às 19h e aos domingos às 18h até 1 de outubro. Ingressos a R$ 25.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s