Os livros da vida de Cristina Peri Rossi

Barcelona (78 ND)Considerada uma das mais importantes escritoras em língua espanhola da atualidade, a premiada uruguaia Cristina Peri Rossi é tem livros de poesia, contos, crônicas, romances e artigos jornalísticos traduzidos para mais de 15 idiomas, mas ainda não tinha sido lançada no Brasil. O volume de contos Espaços íntimos (Gradiva), vencedor do Prêmio Internacional de Relatos Mario Vargas Llosa (2010), chega para apresentar um pouco de sua obra por aqui. As dez histórias curtas integram a coleção Enquanto Conto, que reúne autores cujas obras possibilitem elos inquietantes entre a ficção e a realidade. Grande amiga de Julio Cortázar, Cristina foi proibida de publicar em seu país e se exilou na Espanha. Em seus escritos militou contra as ditaduras uruguaia e a favor do feminismo e dos direitos dos homossexuais. Conhecedora da língua portuguesa, é tradutora de Clarice Lispector. Ao blog, Cristina Peri Rossi falou sobre suas leituras marcantes.

SM – Qual o primeiro livro do qual você tem lembrança?

CPR – Mulherzinhas, de Louisa May Alcott. Li com 11 anos, como muitas meninas da minha geração, e me identifiquei com Jo, a irmã “rara”, que não brinca com bonecas, sobe em árvores e quer ser escritora. Possivelmente não foi o primeiro livro que li, mas o primeiro a me mostrar que era possível ser mulher e escritora.

SM – Que livro mais marcou a sua vida?

CPR – O segundo sexo, de Simone de Beauvoir, que li aos 16 anos e me ensinou a história da discriminação do sexo feminino, suas lutas pela igualdade e pelas injustiças às quais somos submetidas. Continua sendo um pilar fundamental para qualquer mulher que queira conhecer seu gênero e seu sexo. Por sorte não é mais o único.

SM – O que você está lendo agora?

CPR – Un día en la vida de una mujer sonriente (Um dia na vida de uma mulher sorridente, sem tradução no Brasil), de Margaret Drabble, recentemente traduzido para o castelhano. É uma narradora excelente, quase desconhecida fora de seu país, e que escreve uns relatos tão penetrantes sobre a psicologia feminina quanto Clarice Lispector, por exemplo. E Contos completos, de Lydia Davis. Outra norte-americana, esta contemporânea, que reelabora a estrutura do gênero conto e às vezes é fascinante.

Foto: Divulgação/ Lil Castagnet

Anúncios

Um comentário sobre “Os livros da vida de Cristina Peri Rossi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s