Peça inspirada em livro de Gonçalo M. Tavares questiona o real sentido da humanidade

eomar_heitormuniz (1)A Cia. Bagagem Ilimitada apresenta no Teatro Rogério Cardoso, na Casa de Cultura Laura Alvim (Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema – Rio de Janeiro), sempre às terças e quartas-feiras, às 20h, o espetáculo E o mar já não existe. A peça é livremente inspirada no livro Um homem: Klaus Klump, do premiado escritor português Gonçalo M. Tavares, narrando a história de duas mulheres e um soldado que se encontram em meio à guerra. Escondidas em meio a escombros do que costumava ser um lar, Simòne (Ana Pinto) e Irina (Jacyara de Carvalho) tentam seguir em frente quando o encontro com o soldado Vince (Hugo Grativol) faz o cotidiano ficar ainda mais assustador. O episódio fará com que todos repensem o real sentido da humanidade e se questionem: é possível renovar as esperanças em meio ao caos? O autor e diretor PV Israel conta que a dramaturgia busca universalizar o tema da violência contra a mulher e que o cenário da guerra aparece como uma hipérbole para os pequenos conflitos do cotidiano. “Na guerra, a mulher torna-se vítima de atrocidades que também acontecem em favelas do Rio, em condomínios de luxo e em empresas multinacionais. São histórias que se repetem o tempo todo.” Para recriar esse ambiente, o grupo optou por uma encenação enxuta: todo o cenário e figurinos cabem em uma mala, privilegiando o corpo dos atores como motor para a representação. A peça pode ser vista até o dia 22/11. Ingressos: R$ 30.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s