Tráfico negreiro é tema de romance premiado de francesa de origem camaronesa

Captura de Tela 2018-02-21 às 10.56.56Escritora francesa de origem camaronesa, Léonora Miano tem publicado no Brasil seu A estação das sombras (Pallas), que em 2013 levou os prêmios Femina e Grand Prix do Roman Métis na França. O romance traz a tribo Mulongo como protagonista do enredo sobre o tráfico negreiro e a dizimação dos povos na costa africana no século XVI, baseado em um relatório da UNESCO intitulado “A lembrança da captura”, de 2010, que procura resgatar uma memória do tráfico transatlântico. A história parte de um grande incêndio na aldeia onde vive a tribo. Dez adolescentes e dois anciãos desaparecem e com o tempo fica claro que eles foram capturados e vendidos como escravos aos europeus. A tradução é de Celina Portocarrero. Léonora Miano já foi agraciada com o Prêmio Goncourt pelo romance Contornos do dia que vem vindo, de 2006, sobre uma menina disposta a encontrar a mãe em um país africano devastado por uma guerra, e que também foi publicado por aqui pela Pallas, três anos depois.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s