Bienal tem mais um nome internacional confirmado

174797A americana Victoria Schwab vem participar da Bienal Internacional do Livro Rio, que será realizada ente 31 de agosto e 10 de setembro, no Riocentro. Com 30 anos e mais de 12 livros publicados, ela vem lançar Um encontro de sombras, continuação de Um tom mais escuro de magia (Betrand Brasil), série que conta a história de Kell, um mago com a rara habilidade de viajar entre universos paralelos. No mês passado, saiu por aqui o primeiro volume de outra série dela, A melodia feroz (Seguinte), que abre “Monstros da Violência”, que tem como protagonistas dois jovens que vivem em lados opostos de uma cidade dividida. Outros oito autores estrangeiros já estão confirmados para a Bienal: Paula Hawkins, Karin Slaughter, Abbi Glines, Gayle Forman, Carl Hart, Nuccio Ordine, Pepetela e Charles Duhigg.

Anúncios

Série de sucesso ganha edição comemorativa na Bienal do Livro

4_OGuiaDeInvestimentosA Alta Books prepara novidades para a 18ª Bienal Internacional do Livro Rio. Com um estande 25% maior do que os dos anos anteriores, a editora vai lançar a edição comemorativa da série Pai Rico, primeiro best-seller de Robert Kiyosaki e Sharon Lechter. A série, com 24 títulos, busca mostrar como a inteligência financeira pode ser empregada para resolver problemas comuns da vida. A Bienal do Livro Rio vai de 31 de agosto a 10 de setembro.

Bienal do Livro Rio também tem novidades

sobe-pepetelaO angolano Pepetela vem lançar novo romance na 18ª Bienal Internacional do Livro Rio. Se o passado não tivesse asas (LeYa) narra a vida nas ruas de Luanda durante a guerra civil. Vencedor do Prêmio Camões em 1997, ele tem vários títulos publicados no Brasil, como Mayombe, que retrata os pensamentos de um grupo de guerrilheiros; Yaka, em que ele segue a vida de uma família colonial na cidade de Benguela ao longo de um século; e A geração da utopia, que mostra a desilusão existente em Angola depois da independência. Outros sete nomes estrangeiros já estão confirmados para a Bienal: a britânica Paula Hawkins, que vendeu mais de 20 milhões de exemplares de A garota do trem”, sendo 250 mil no Brasil; Karin Slaughter, autora de Cega, trhiller publicado em mais de 30 idiomas; Abbi Glines, conhecida pela série Rosemary Beach; Gayle Forman, que ocupou o primeiro lugar na lista do New York Times com Se eu ficar; Carl Hart, primeiro negro a ser professor titular de neurociência da Universidade Columbia, autor de Um preço muito alto; o filósofo italiano Nuccio Ordine, um dos maiores especialistas em Giordano Bruno do mundo; e o vencedor do Pulitzer Charles Duhigg. A Bienal do Livro Rio será de 31 de agosto a 10 de setembro, no Riocentro, zona oeste da cidade.

Pasolini é tema de editora estreante na Bienal

unnamedPasolini, do Neorrealismo ao Cinema Poesia, do ator e escritor paulista Davi Kinski, será lançado neste sábado, das 18h às 22 h, na 24ª Bienal Internacional do Livro, no estande M 87. O livro é uma das novidades da Laranja Original, editora criada em 2012 que estreia no evento paulista. Kinski percorre a vida e a obra do cineasta, poeta, escritor e semiólogo italiano Pier Paolo Pasolini, uma das personagens mais controversas e polêmicas da história do cinema, e busca provocar questionamentos essenciais para a formação de um cidadão ativo e participante de sua identidade e formação cultural. A editora, idealizada por Filipe Moreau, escritor e compositor, formado em Letras e Arquitetura, pelo jornalista Jayme Serva e pela fotógrafa Miriam Homem de Mello, também acolhe projetos nas áreas da música, das artes e da fotografia. Por isso, “seus livros têm figuras, suas músicas têm poesia, suas imagens têm melodia”, como afirmam seus editores. Posteriormente, entraram para a equipe a escritora e tradutora Clara Baccarin e Gabriel Mayor, fotógrafo e gestor de projetos culturais. O ineditismo de novos autores é um dos compromissos da editora, muito embora esse critério não seja um imperativo.

unnamed-1Além do livro sobre Pasolini, a casa lança na Bienal De A a Z, eróticas, de Sheila Hafez, que fala sobre fantasias femininas; Vinagre, poemas de Alexandre Barbosa de Souza com ilustrações de Rafael Campos Rocha; e Caça ao Esnarque, de Lewis Carroll, um épico nonsense publicado originalmente em 1876, na Inglaterra.

Bienal discute direito autoral

Captura de Tela 2016-08-30 às 12.25.24Nesta quarta-feira, a 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo vai apresentar painéis com o tema direito autoral, no Espaço Ignácio de Loyola Brandão – N010. Confira a programação:

Abertura – 15h
Luís Antonio Torelli (Presidente da Câmara Brasileira do Livro)

José de Araujo Novaes Neto (Presidente da Comissão de Direito Autoral e do Entretenimento da OAB/SP) 

1º Painel – 15h15
Obras Literárias em Domínio Público – Quando e Como Posso Publicar?
Recentemente, o domínio público de obras importantes da literatura tem suscitado grandes discussões. Pouco debatido até então, o assunto passa a ser de grande interesse para autores e editores.

Palestrantes:
Professora Doutora Silmara Juny Chinelato
Advogada, Professora Titular da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Presidente da Comissão de Propriedade Intelectual do IASP, Membro da Comissão de Direito Autoral e do Entretenimento da OAB/SP.

Fernanda Gomes Garcia
Advogada, Gerente jurídica da Câmara Brasileira do Livro, Membro da Comissão de Direito Autoral e do Entretenimento da OAB/SP.

Mediador:
José de Araujo Novaes Neto
Advogado, Procurador do Município de São Paulo, Presidente da Comissão de Direito Autoral e do Entretenimento da OAB/SP.

2º Painel – 16h15
Contrato de Edição – Novas Formas de Publicar e Modelos de Negócios
Com a evolução das formas de publicar o livro, distribuir conteúdos e os novos modelos de negócio, o Contrato de Edição é instrumento importante para garantir a relação entre autores e editores dentro desta realidade.

Palestrantes:
Maria Luiza de Freitas Valle Egéa
Advogada, Vice-presidente da Associação Brasileira de Direito Autoral, Membro da Comissão de Direito Autoral e do Entretenimento da OAB/SP.

Professor Doutor Antonio Carlos Morato
Advogado, Professor Doutor da Universidade de São Paulo (USP), Vice-Presidente da Comissão de Direito do Entretenimento e da Comissão de Direitos Autorais da OAB/SP, Membro da Comissão de Propriedade Intelectual do IASP.

Mediador:
Roberto Correia Mello
Advogado, Diretor da Associação Brasileira de Direito Autoral (ABDA), Gerente-Geral da Abramus (Associação Brasileira de Música e Artes), Vice-Presidente da Comissão de Direito Autoral e do Entretenimento da OAB/SP.

3º Painel – 17h15
Limitações aos Direitos de Autor e a Discussão sobre a Flexibilização da Lei 9.610/98  
Atualmente, a discussão sobre a flexibilização da Lei de Direitos Autorais através da ampliação das limitações ao direito de autor tem sido objeto de polêmicas ao redor do mundo. Como são definidas as exceções aos direitos de autor nas legislações. Faz sentido ampliar o rol de limitações no Brasil?

Palestrantes:
Ivana Có Galdino Crivelli
Advogada especializada em propriedade intelectual e concorrência, Membro da Comissão de Direito Autoral e do Entretenimento da OAB/SP.

Maria Eliane Rise Jundi
Advogada, Especialista em Direito Autoral; Membro da Comissão de Direito Autoral e do Entretenimento da OAB/SP e da Associação Brasileira de Direito Autoral – ABDA.

Mediador:
Desembargador José Carlos Costa Netto
Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Doutor em Direito Civil pela USP, Jurista e Compositor.

Bienal discute prêmios literários

unnamedNa próxima sexta-feira, um debate vai discutir os efeitos dos prêmios literários. Será que eles podem desempenhar outros papéis, além de servir de reconhecimento da qualidade de certas obras. Quais seriam? Podem expandir os efeitos do reconhecimento da “qualidade literária”? Podem funcionar como estímulo, criar e fortalecer o desejo e as práticas da leitura literária? Podem funcionar como incentivo à venda de livros? Estes e outros temas são pauta de uma discussão entre os curadores dos principais prêmios literários da atualidade, que terá como participantes o escritor Henrique Rodrigues, curador do Prêmio Sesc de Literatura; Ligia Fonseca Ferreira, curadora do Prêmio São Paulo de Literatura; e Selma Caetano e Manuel da Costa Pinto, curadores do Prêmio Oceanos de Literatura em Língua Portuguesa. A mediação será de Marisa Lajolo, escritora e professora universitária, curadora do Prêmio Jabuti. O debate será no dia 2 de setembro, às 10h, no Espaço Ignácio de Loyola Brandão – N010.

Harry Potter na Bienal de São Paulo

imgres-1No ano em que o fenômeno Harry Potter ganha sua oitava história – o livro Harry Potter e a criança amaldiçoada já está em pré-venda e será lançado em 31 de outubro no Brasil –, a Rocco preparou um estande temático dedicado ao universo do bruxo mais famoso do mundo na Bienal do Livro de São Paulo, que começa hoje no Anhembi. A cenografia transporta os visitantes para Hogwarts. Outra novidade do mundo bruxo é a recém-lançada edição ilustrada de Harry Potter e a pedra filosofal, primeiro livro da série de J. K. Rowlands. A editora organizou ainda uma edição especial do encontro #FanáticosRocco dedicada a Harry Potter, com bate-papo, brincadeiras e distribuição de brindes. O evento acontece nesta sexta-feira, 26/8, das 16h às 18h, no Espaço de eventos N010. Confira a programação completa da Rocco na Bienal do Livro de São Paulo no link http://www.rocco.com.br/blog/rocco-na-24o-bienal-de-sao-paulo/