Hilda Hilst é a homenageada da Flip 2018

C8FAC6F4-3193-4CEF-A591-C0E960841CE2Autora de livros de vários gêneros, de poesia a teatro, conhecida por obras que falam de temas como o amor, o sexo, e a morte, Hilda Hilst será a grande homenageada da 16ª Festa Literária Internacional de Paraty. A curadora do evento, Joselia Aguiar, responsável por imprimir este ano uma programação com mais mulheres e negros, diz que a Flip de 2018 será mais intimista, com muita poesia e teatro, um pouco de irreverência e debates sobre criação artística, a arte e a natureza, a literatura e a filosofia. “A pesquisa de repertório será a mesma, ou seja, vamos manter a preocupação em ter autores e autoras plurais, do mesmo modo que na Flip 2017″, disse. O diretor geral do evento, Mauro Munhoz, afirmou que a escolha de Hilda Hilst como autora homenageada da Flip 2018 se deu pelo fato de sua obra extrapolar fronteiras. “Assim como os outros poetas brasileiros, leu Drummond, Bandeira e Cabral, mas leu também Fernando Pessoa, o francês Saint-John Perse e o alemão Rainer Maria Rilke. O resultado é uma literatura inovadora do ponto de vista da linguagem que exerce, por exemplo, forte influência na cena da dramaturgia brasileira de hoje.” Nos últimos anos de vida, a escritora passou a residir na Casa do Sol, chácara que construiu em Campinas, no interior de São Paulo, cercada de árvores e cachorros, que hoje funciona como sede do Instituto Hilda Hilst, onde se realizam residências artísticas e encenações de peças de teatro. A Flip será de 25 a 29 de julho de 2018.

Anúncios

Joselia Aguiar é mantida na curadoria da Flip

CAD0827E-99BB-4C8A-B20F-34B74880A809Joselia Aguiar continua na curadoria da Festa Literária Internacional de Paraty. Responsável por uma Flip com maior número de autoras mulheres e de uma expressiva participação de escritoras e escritores negros e de editoras de pequeno porte, ela vai comandar a edição de 2018, que será realizada mais uma vez no fim de julho, de 25 a 29. A curadora diz que, no seu segundo ano, fará a mesma “pesquisa ampla em busca de novas vozes, modos de ver e construir narrativas, combinar linguagens e inventar sentidos.” E pretende também “descobrir como contribuir para a formação de plateias para uma festa literária como a Flip, a formação de leitores capazes de compreender linguagens e sentidos.” Joselia Aguiar ressalta que não se pode prescindir de abrir espaços para ver, ouvir e ler. “Mais do que nunca é preciso aproximar o leitor da literatura e da arte, para tornar nosso ar mais arejado, ampliar nosso horizonte e aprofundar o entendimento das pessoas e do mundo”, conclui.

Foto: Divulgação/ João Bertholini

Programação da Flip teve público maior que no ano passado

unnamedOs organizadores da Festa Literária Internacional de Paraty, encerrada há um mês, consolidaram os números da edição 2017, que priorizou a diversidade e voltou a ocupar a Praça da Matriz. O levantamento mostrou que a programação principal teve 24.380 acessos de público no Auditório da Matriz e no Auditório da Praça e 8.400 acessos na Praça da Matriz, totalizando 32.780 acessos. No ano passado, a Tenda dos Autores e a Tenda do Telão tiveram 18.500 acessos e a Praça do Telão 8.200 acessos, totalizando 26.700 acessos. O público final na cidade do sul fluminense nos cinco dias do evento foi estimado em 25 mil pessoas, mesma média de 2016. As pousadas tiveram uma ocupação de 90%, número também similar a 2016, segundo dados da Paraty Convention & Visitors Bureau. A Livraria da Flip obteve R$ 1,07 milhões em vendas, contra R$ 823 mil em 2016. O livro mais vendido foi Na minha pele (Objetiva), de Lázaro Ramos, com 1,2 mil exemplares, um recorde em todas as 15 edições do evento.

Baixa na programação da Flip

Captura de Tela 2017-07-13 às 09.04.04A arqueóloga Niéde Guidon cancelou sua participação na Festa Literária Internacional de Paraty, por razões de saúde. A mesa Na contracorrente, da qual ela participaria, terá apenas Pilar del Río, jornalista e presidente da Fundação José Saramago. Os ingressos para a Mesa 9, no dia 28 de julho, às 17h15, continuam válidos. Quem não quiser comparecer devido à alteração na mesa deverá solicitar o reembolso até o dia 27 de julho. Para compras efetuadas em pontos de venda, basta dirigir-se ao mesmo local onde a compra foi efetuada. No caso de compras realizadas pela internet, basta entrar em contato com a Central de Relacionamento da Tickets For Fun através do telefone 4003-5588 (abrangência nacional), de segunda à sexta-feira, das 11h às 17h, ou pelo e-mail sac@ticketsforfun.com.br, com o título REEMBOLSO. Não serão acatadas solicitações realizadas no dia ou após a realização do evento.

Três perguntas para Joselia Aguiar

34663145240_023396bcf8_kA menos de uma semana do início da Festa Literária Internacional de Paraty, que este ano vai homenagear Lima Barreto, a curadora Joselia Aguiar conversou rapidinho com o blog. Confira:

SM – A Flip 2017 tem uma maior participação de escritoras mulheres e autores negros, e o homenageado já era uma luta sua. Olhando para a programação, como você define a Flip da curadora Joselia Aguiar?

JA – Já ouvi autores e leitores dizendo que é a Flip da resistência, a Flip negra e feminina. Acho que é uma Flip plural com autores e autoras absolutamente singulares.

SM – Tendo feito a cobertura jornalística de várias edições, qual o maior desafio que enfrentou na curadoria, estando agora à frente do evento?

JA – Fazer com que as mesas tenham mais literatura, já que nem sempre contribuem para manchetes. E mesmo assim não deixamos de tocar naquela que é a grande questão brasileira, a desigualdade social e racial.

SM – Toda edição tem aquela mesa que se destaca, a musa, o autor que bomba. Quais são as suas apostas para este ano?

JA – Difícil dizer, para o curador todas são fortes. Acho que a série Fruto Estranho vai causar muito impacto, até por ser uma proposta totalmente nova dentro do programa.

Foto: Divulgação

Flip anuncia programação para crianças e jovens

47696842804-672Na Flip da Igreja da Matriz, a praça vai manter os tradicionais pés de livros e a programação voltada para crianças, na Flipinha, e adolescentes, na Flipzona, mas que interessam ao público em geral. A novidade fica por conta dos Cortejos Literários. No Auditório da Praça, dentro da igreja, as mesas do Território Flip | Flipinha discutem a vivência local a partir das sabedorias ancestrais, as identidades e relações de cor nos países lusófonos e o olhar para o mundo por meio da literatura. A FlipZona, na Casa da Cultura, terá exibição de filmes e minidocumentários seguidos de debates, mesas literárias sobre novas formas de linguagem e rodas de conversa destacando a leitura como um direito humano. Confira a programação completa para o evento, que vai de 26 a 30 de julho em Paraty:

 

Programa Flipinha e FlipZona

 

26, quarta

 

10h | sessão de cinema | Casa da Cultura

Kiriku, os Homens e as Mulheres

Anim., França, 2012, 82 min.

Exibição de filme seguida de debate

 

13h | roda de conversa | Casa da Cultura

Leitura: um direito humano

mediação: Bernadete Passos

 

15h30 | sessão de cinema | Casa da Cultura

Jonas e o Circo sem lona

Doc., Brasil, 2016, 82 min.

Exibição de filme seguida de debate

 

27, quinta

 

10h | Território Flip / Flipinha | Auditório da Praça

Mesa Zé Kleber – Aldeia

Álvaro Tukano

Ivanildes Kerexu Pereira da Silva

Laura Maria dos Santos

 

10h | sessão de cinema | Casa da Cultura

Waapa

Doc., Brasil, 2017, 22 min.

Meninos e Reis

Doc., Brasil, 2015, 16 min.

Disque Quilombola

Doc., Brasil, 2012, 13 min.

Curtas do Território do Brincar

Doc., Brasil, 2012, 12 min. Exibição de filmes seguida de debate

 

11h30 | Central Flipinha

Cortejo literário

Julián Fuks

 

13h | roda de conversa | Casa da Cultura

Pacto pela leitura

mediação: Pilar Lacerda

 

14h30 | Central Flipinha

Cortejo literário

Ovídio Poli Jr.

 

15h30 | sessão de cinema | Casa da Cultura

A família Dionti

Fic., Brasil e Ingl., 2015, 96 min.

Exibição de filme seguida de debate

 

28, sexta

 

10h | Território Flip / Flipinha | Auditório da Praça

A pele que habito

Joana Gorjão Henriques

Lázaro Ramos

 

10h | sessão de cinema | Casa da Cultura

Minidocs Paraty

mediação: Rodrigo Fonseca

comentários: Lucas Paraizo

 

11h15 | páginas anônimas | Casa da Cultura

Prosa: a literatura que o Brasil faz e você desconhece

Evanilton Gonçalves

Geovani Martins

Paloma Amorim

mediação: Antonio Prata

 

11h30 | Central Flipinha

Cortejo literário

Flávio de Araújo

 

13h30 | Central Flipinha

Meditação guiada

Arte de viver

 

14h30 | Central Flipinha

Cortejo literário

Djaimilia Pereira de Almeida

 

15h | mesa literária | Casa da Cultura

Literatura em todas as plataformas

Anderson França

Cássio Aguiar

Cris Salles

mediação: Cauê Fabiano

 

17h | páginas anônimas | Casa da Cultura

Música: a literatura que o Brasil faz e você desconhece

Ana Frango Elétrico

Blackyva

Matheus Torreão

mediação: Rodrigo Fonseca

 

19h | Casa da Cultura

Pocket show

Ana Frango Elétrico

Blackyva

Matheus Torreão

 

29, sábado

 

10h | Território Flip / Flipinha | Auditório da Praça

Ler o mundo

Edimilson de Almeida Pereira

Prisca Agustoni

 

10h | páginas anônimas | Casa da Cultura

Poesia: a literatura que o Brasil faz e você desconhece

Caio Carmacho

João Pedro Fagerlande

Maria Isabel Lorio

mediação: Bianca Ramoneda

 

11h30 | Central Flipinha

Cortejo literário

Noemi Jaffe

 

12h | Praia do Pontal

Regata INP Flipinha

 

12h | mesa literária | Casa da Cultura

Assista a esse livro

Fernanda Torres

Jorge Furtado

Maria Camargo

mediação: Edney Silvestre

 

13h30 | Central Flipinha

Meditação guiada

Arte de viver

 

14h30 | Central Flipinha

Cortejo literário

Paloma Amado

 

15h | sessão de cinema | Casa da Cultura

Minidocs Paraty

 

16h | Praia do Pontal

Premiação da Regata INP Flipinha

 

16h15 | mesa literária | Casa da Cultura

Corpo: artigo indefinido

Beatriz Resende

Gabriela Moura

Jaqueline Gomes de Jesus

mediação: Bianca Ramoneda

 

30, domingo

 

10h | Território Flip / Flipinha | Auditório da Praça

Todas as idades

Ana Miranda

Maria Valéria Rezende

 

11h30 | Central Flipinha

Cortejo literário

Jacques Fux

 

13h30 | Central Flipinha

Cortejo literário

Prisca Agustoni

Flip 2017 disponibiliza amanhã segundo lote de ingressos

Captura de Tela 2017-07-13 às 09.04.04Quem não conseguiu comprar ingressos para a 15ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty, que será realizada de 26 a 30 de julho, tem mais uma chance amanhã. A partir das 10h, será disponibilizado um segundo lote de ingressos das mesas literárias do Programa Principal, no Auditório da Matriz. Os ingressos estarão à venda até o dia 25 de julho, ou até que estejam esgotados, pelo site da Tickets for Fun (http://premier.ticketsforfun.com.br/) e pontos de venda autorizados (http://premier.ticketsforfun.com.br/shows/show.aspx?sh=pdv). Os ingressos custam R$ 55 (inteira) e R$ 27,50 (meia-entrada) por mesa.